08/09/2010

Quedas

Caímos e levantamo-nos. É fácil. Sempre o fizemos.
Contudo há quedas e quedas.
E há quedas que nos tiram a vontade de nos levantarmos. Deixamo-nos ficar, à espera de uma mão que nos levante. Esperamos e esperamos.
Ela não vem.
A partir desse momento temos duas hipóteses: damos utilidade às nossas duas perninhas, já dormentes e fracas da inactividade, levantamo-nos e lutamos por nos manter assim ou desistimos e damos a satisfação de devorarem-nos as entranhas às aves de rapina.
Cair e levantar. É fácil. Ter a vontade de o fazer já é mais complicado.
Mas também não vale a pena esperar que alguém o faça por nós. É um erro partir do pressuposto que haverá sempre uma mão pronta a ajudar a puxar-nos para cima. Não vai haver.
Temo-nos apenas a nós próprios nessas alturas.
Alguns apenas caem, outros também se levantam. Sempre o fizeram.
A diferença?
Antes era fácil e agora vai sê-lo cada vez menos.
Afinal, quem disse que crescer o era?

5 comentários:

m disse...

catie.. catie... catie..

DianaFilipa disse...

Esse ciclo de cair e levantar vai ficando cada vez mais fácil. Ficas mais forte e mais apta resolver as situações menos boas.

:)

Tatá disse...

as quedas fazem parte da vida! e nos ajudam a levantar mais fortes!

m disse...

thank you sweety <3

Al* disse...

Cair , Levantar, Levantar e voltar a cair --' .

Gosteii :D e Seguui *.*